Promoção

Sorteio: Dois anos de Interesses Sutis

00:12


Olá, queridos leitores! Hoje o Interesses Sutis completa 2 anos de existência, e como já é de praxe, para comemorar essa data especial quem ganha é você, leitor. Para isso, os blogs Confraria CulturalReality of BooksO Diário do LeitorMinhas EscriturasMeu Vício em LivrosSeguindo O Coelho BrancoCidade dos LeitoresAmores e LivrosConjunto da ObraLost Girly GirlLivros e FloresGarotinha AdolescenteRevelando SentimentosSome Fantastic BooksLua LiteráriaThe Queen's CastleRelicárioDesbravadores de LivrosMeu amor pelos livrosEscritos e EstóriasLiteraleituraDicas de livrosThe book is on the tableSir James MatthewDa imaginação a escritaUm livro e nada mais se juntaram ao Interesses Sutis para fazer 10 kits com livros e/ou marcadores! Não deixe de participar.

Anne Frank

Resenha: O Diário de Anne Frank

22:03

Título: O diário de Anne Frank | Editora: Record | Edição definitiva por Otto Frank e Mirjam Pressler | Nota: 5 de 5

Sinopse: O depoimento da pequena Anne Frank, morta pelos nazistas após passar anos escondida no sótão de uma casa em Amsterdã, ainda hoje emociona leitores no mundo inteiro. Seus diário narra os sentimentos, medos e pequenas alegrias de uma menina judia que, com sua família, lutou em vão para sobreviver ao Holocausto. Lançado em 1947, O Diário de Anne Frank tronou-se um dos maiores sucessos editoriais de todos os tempos. Um livro tocante e importante que conta às novas gerações os horrores da perseguição aos judeus durante a Segunda Guerra Mundial.
Agora, seis décadas após ter sido escrito, este relato finalmente é publicado na íntegra, com um caderno de fotos e o resgate de trechos que permaneciam inéditos. Uma nova edição que aprofunda e aumenta nossa compreensão da vida e da personalidade dessa menina que se transformou em um dos grandes símbolos da luta contra a opressão e a injustiça. E consagra O Diário de Anne Frank como um dos livros de maior importância do século XX. Uma obra que deve ser lida por todos, para evitar que atrocidades parecidas voltem a acontecer neste mundo.

Comentários


As histórias sobre a Segunda Guerra Mundial sempre me despertaram atenção desde os tempos do colégio. Esse capítulo obscuro da história da humanidade me impressionava principalmente pela capacidade de um grande número de pessoas chegar a níveis tão baixos de humanidade como ação de afirmação de uma raça superior. Dos tempos de escola até hoje, li bastante coisa (documental e ficção), vi muitos filmes e documentários a respeito e mesmo assim relatos como o de Anne Frank ainda me deixam com um nó na garganta.

O livro narrado em forma de diário pela própria Anne aos 13 anos apresenta ao leitor duas facetas interessantes: as preocupações e dúvidas de uma típica adolescente e o medo de uma menina judia que vê a si mesma e sua família encurralada em um “Anexo Secreto” onde mal era possível abrir as janelas.

As memórias de Anne nos levam ao cotidiano da vida e dos temores dos judeus em Amsterdam um pouco antes da mudança para o esconderijo. Nessa primeira etapa conhecemos uma menina cheia de planos e bem madura para sua idade. E mesmo nessa época já é possível ter uma ideia do que os judeus passavam, pois Anne relata algumas proibições que eles eram obrigados a se acostumar (como não poder andar em transporte público e frequentar estabelecimentos que aceitavam judeus).

A mudança para o “Anexo secreto” se dá em virtude da intensificação da perseguição aos judeus. Anne e sua família (pais e irmã) passam a dividir o esconderijo com mais quatro pessoas. No início da mudança, apesar dos inconvenientes da convivência forçada, Anne se mostra esperançosa sobre a possibilidade do fim da guerra, mas ao avançarmos nas páginas de seu diário e depois de mais de um ano trancados no anexo é possível notar nas palavras da jovem o cansaço, a desesperança e sobretudo o medo de que ela, sua família e os demais moradores fossem descobertos.

Muitas das histórias que Anne nos conta tratam das suas descobertas na adolescência, da rotina do Anexo, da difícil convivência com sua mãe e da solidão que sentia. A garota atrevida e cheia de histórias, que sonhava em ser jornalista e sentir mais uma vez o vento frio do inverno em suas bochechas, nos conta também sobre os receios, a falta de comida e a incapacidade de entender como todas aquelas atrocidades que seu povo estava vivendo podiam ser motivadas apenas pelo fato de ser judeu. O Diário de Anne Frank é fundamentalmente uma história triste, mas essencial.

  
Érika Rodrigues

Cardápio

Livros para ler nas férias

01:47


Além do merecido descanso, as férias dos bookaholics são um período maravilhoso para colocar a leitura em dia e diminuir a lista de livros por ler. Como a essência desse período é afastar a mente das obrigações (sejam escolares ou do trabalho) é sempre bom procurar uma história leve e divertida que nos estimule a retornar as atividades com o astral lá em cima. Pensando nisso resolvi apresentar três indicações para quem ainda não sabe o que ler nas férias.



Cadê você, Bernadette? Apresenta a história da engraçadíssima Bernadette Fox, uma arquiteta com um histórico notável na profissão, mas que há algum tempo abandonou tudo para se dedicar a criação da filha Bee, que nasceu com diversos problemas de saúde. Tudo ia razoavelmente bem até o dia que a nossa protagonista some sem deixar pistas. A narrativa é honesta, divertida e tem uma personagem principal tão original que é quase impossível não fisgar o leitor. Comentei mais sobre o livro aqui


Um mais um é uma jornada de emoções e através de cada capitulo somos levados ao riso, ao drama, ao romance e a entender como duas realidades tão distintas fazem mais sentido juntas do que separadas. O livro tem quatro personagens principais e a narração é intercalada pela perspectiva de cada um deles. Confira a resenha aqui


Vida Organizada é a indicação para quem quer começar o ano colocando as coisas em ordem. A proposta da autora ao longo dos 8 capítulos é desmistificar a organização. A partir da leitura conseguimos ter uma noção que organizar o caos da nossa vida cotidiana está muito relacionado com fazer do processo de organização um hábito e que não existem fórmulas prontas para isso. Cada um vai ajustando os exercícios para melhor se adequar a sua rotina. Comento mais sobre esse livro aqui


O que acharam das indicações?
Beijos

Érika Rodrigues

Cinema

Frame: Comer, rezar, amar

01:31


Todo mundo em algum momento da vida já escutou que nada acontece por acaso, que coincidências não existem e coisas desse tipo. Eu sou bem inclinada a pensar que cada coisa que acontece ao nosso redor tem uma função exata na nossa história, mesmo aquelas coisas que parecem menores. E é a um desses acasos planejados que atribuo o fato de ter assistido, sem querer no corujão (quando tinha prometido ir dormir mais cedo), Comer, rezar, amar.

Mesmo já tendo visto várias vezes, tive a sensação de que tudo naquele filme era exatamente o que eu estava precisando no momento e muito do que me propus a fazer esse ano. Fiquei tão impressionada com a identificação que rolou entre o filme e o meu estado de espírito que resolvi fazer o minuto do cinema dedicado a ele.

"Equilíbrio é não deixar ninguém te amar menos do que você se ama"

O filme, adaptação do livro homônimo, conta a jornada de autodescoberta que Elizabeth empreende depois do fim de seu casamento. As paisagens e as diferenças culturais abordadas bem como as reflexões da personagem são pontos altos na produção. Vale a pena conferir.

O que acharam do frame de janeiro?
Beijos
Érika Rodrigues


Arqueiro

Sorteio: O Rouxinol – Kristin Hannah

01:32


Nada melhor do que começar o ano com livros novos. E pensando nisso resolvi fazer, em parceria com a Editora Arqueiro, uma promoção bem legal. Então para começar o ano com o pé direito e garantir um exemplar do lançamento da nossa adorada Kristin Hannah e só curtir a página do Relicário no Facebook e deixar um e-mail para contato. Super fácil, né? As demais entradas são opcionais.

 Preencha o formulário e cruze os dedos!!
                                                
Regras:

*Curtir a página no Relicário no Facebook;
*E-mail válido para contato;
*Ter endereço de entrega no Brasil;
*As outras entradas são opcionais.

Atenção!
*O envio é de responsabilidade da Editora Arqueiro.



a Rafflecopter giveaway


Beijos e boa sorte!
Érika Rodrigues

Cardápio

Metas pessoais para 2016

01:00

Tumblr

O ano novo já começou e para que mudanças realmente aconteçam nas nossas vidas, precisamos estabelecer pontos que vamos dar atenção especial nos próximos doze meses. Para quem não sabe eu sou a rainha dos planejamentos, metódica mesmo. E embora muitas vezes acabe não cumprindo muitas coisas, eu gosto de ter cada aspecto da minha vida bem planejado. E com o novo ano não é diferente. Por isso decidi estabelecer algumas metas que vão além das minhas metas literárias para 2016. São elas:

- Ser mais produtiva
- Estudar mais
- Acordar mais cedo
- Passar um ano na academia (essa vai ser bem difícil porque não gosto de musculação, mas vamos na fé kk)
- Publicar um artigo a partir da minha monografia
- Juntar dinheiro para uma viajem internacional
- Comer melhor
- Aprender a costurar
- Limitar o tempo em rede social
- Voltar a dirigir
- Agradecer diariamente

Sei que a lista é grande, mas espero realmente conduzir cada uma dessas metas da melhor maneira e realizar tudo que planejo para 2016.

Feliz ano novo!!
Beijos

Érika Rodrigues

.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 2.5 Brasil.