Escrever num blog é um ato de amor e de resistência

23:36

Imagem: Freepik

Já faz algum tempo que leio muitos questionamentos sobre a morte dos blogs e a supremacia das imagens (sejam fotos ou vídeos) no que diz respeito de todo e qualquer tipo de conteúdo produzido nos limites do que chamamos de internet. Tanta gente se questionando e abandonando a blogosfera que o tema ficou martelando na minha cabeça esses dias. Ainda faz sentido manter um blog quando as pessoas parecem ter preguiça de ler até legenda do Instagram? Some esse questionamento aos inúmeros outros que a minha profissão – jornalista – vem tentando responder quando a produção de conteúdo no ambiente digital. 

Bem, deixando o jornalismo um pouquinho de lado e focando nos problemas relativos ao blog – uma coisa por vez, né! – percebi que muitas das queixas estavam relacionadas a migração do público para outras plataformas e a consequente debandada das editores e as controversas parcerias – não me levem a mal, eu também já resenhei livro pra editora e a minha única ressalva quanto a isso é não sinalizar que o livro foi lido nessas condições. Esses foram os pontos que me deixaram mais intrigada porque eu também já pensei em abandonar o blog – por falta de tempo para me dedicar e mesmo para ler – mas essa decisão nunca esteve relacionada a atitude de uma outra pessoa. 

Eu não vou ser hipócrita. É muito legal quando a gente escreve algo e tem um “serumaninho” que na imensidão de coisas que habitam esse ambiente vem aqui no Relicário e demonstra que o meu conteúdo foi relevante de alguma forma. Assim, despretensiosamente. Sim, é muito legal ter qualquer tipo de atividade reconhecida. 

Então, por que não migrar para onde aparentemente é mais fácil alcançar reconhecimento? Por que continuar escrevendo num blog? Primeiro porque, para mim, a escrita é um ato de amor. Eu acho surreal alguém conseguir passar tudo o  que está na sua cabeça, todos os seus sentimentos, a partir de um certo encadeamento de palavras – talvez more aí o meu amor pelos livros. Quando alguém me pergunta sobre um livro eu simplesmente falo sobre o livro, mas quando eu resolvo escrever sobre uma história é como se um pedaço meu voltasse para àquela realidade de modo que eu pudesse descrever da forma mais fiel possível, como se quem fosse ler tivesse apenas aquelas palavras para decidir e se inspirar a começar uma nova leitura. Ou que o meu texto era o que faltava para motivar alguém a assistir tal filme ou série, escutar um novo artista e por aí vai. 

Além de um caso de amor, escrever e manter um blog é também a minha forma de resistência. E, por hora, seguimos resistindo. 💗


Também poderá gostar

2 comentários

  1. Oi Érika
    Continue resistindo. Continuaremos resistindo. Eu concordo super que escrever é um ato de amor. Colocar o que queremos dizer em palavras escritas é, muitas vezes, mais complicado do que falar sobre o assunto. Não penso, de forma alguma, em abandonar o blog, em deixar de escrever. É algo necessário pra mim, pra me manter sã.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  2. Oi, Érika! Tudo bom? ^-^
    Menina do céu, que texto mais maravilhoso! Sério, acho que era exatamente o que eu estava precisando ler.
    Tenho blog há uns 9 anos, e sempre AMEI escrever pra essa plataforma. O formato do texto, as imagens (e gifs!) para ilustrar o texto, a interação com o leitor, o feedback. Meu Deus, sempre foi a minha grande paixão! Tanto é que todo esse meu amor pelas palavras foi o meu grande motivador na escolha do jornalismo como curso de graduação.
    No entanto, de uns tempos pra cá, com o sucesso do YouTube e a decadência dos blogs, o desânimo se abateu sobre mim. Continuo amando escrever, mas acho tão triste quando a gente se dedica tanto em escrever um post bacana, compartilhando a dica de algum livro, série (ou o que for) que tanto amamos, mas não recebemos feedback nenhum. A parte que mais me desanima é essa, escrever com tanto carinho sem ter ninguém pra ler e receber todo esse sentimento, sabe?
    Pode ser bobagem minha, mas é assim que me sinto. Me identifiquei muito com o seu texto, pois acho que ele resume muito todas as minhas idas e vindas com o blog ao longo de todos esses anos: "A escrita é um ato de amor". E esse amor é tão grande que, apesar de fazer as minhas pausas, eu acabo sempre voltando para onde o meu coração escolheu ficar <3

    Um super beijo, e muito obrigada por esse texto lindo! :*
    www.inconstantecontroversia.blogspot.com

    ResponderExcluir

.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 2.5 Brasil.